quinta-feira, 24 de março de 2005

Raquel

A Raquel já teve azares na vida. O pai foi assassinado pouco depois dela nascer; a mãe, profundamente perturbada desde então, descurou a atenção com ela e com todos os outros filhos. Viveram vários anos em terríveis condições de higiene e eram mal alimentados.

"Aquilo era uma imundice!", dizem os vizinhos. Faltavam muito à escola.

Há um ano, a mãe faleceu e a Raquel foi entregue a uma vizinha que a recebeu como família de acolhimento. E tudo mudou na vida dela.

Passou a andar mais limpa e arranjada. Gosta de ir à escola. Tem 10 anos e concluiu a 2ª classe; neste ano talvez faça a 3ª e a 4ª simultaneamente. Quando vivia com a mãe, os outros meninos da escola não brincavam com ela; diziam que estava suja e cheirava mal.

Hoje todos brincam com ela. E chega mesmo a dizer sobre um colega: "Há lá um miúdo da escola que tem piolhos!"

Perguntei-lhe: "o que é mais importante: ser bonita ou ser inteligente?"

Respondeu: "Ser inteligente. E para isso tenho de ir à escola, porque quando for grande quero ser professora".

Oxalá o consiga.

5 comentários:

Confessionário disse...

BOA PÁSCOA. Que Jesus ressuscite a nossa vida.

MP disse...

Boa Páscoa! :)

Anónimo disse...

Ó Marco que linda a história da Raquel! Tomara que houvesse muitos casais que pudessem fazer o mesmo com outras tantas crianças com vidas destroçadas! Os pais de coração da Raquel, vão certamente fazer tudo para que ela possa ser feliz e espero que ela corresponda sempre. Deve ser esse o plano de Deus para essa família. Que coisa bonita de se saber!

Beijinhos para os pais da Raquel e para ela também DAD

Marco disse...

DAD,
Esta história da Raquel está a correr bem. O irmão dela tem uma história menos feliz. Hoje ele está num colégio interno e mostra-se um menino muito rebelde.

Marco disse...

Confessonário: que Deus nunca se esqueça de nós e nos ressuscite de tempos a tempos.