sexta-feira, 7 de abril de 2006

O outro lado de Angola

"Angola pode ser um paraíso para os negócios, mas é um inferno para muitos dos seus cidadãos. Isso não pode ser ignorado, mesmo numa visita de Estado."

José Manuel Fernandes, no Público, a propósito da visita do primeiro-ministro português a Angola.

6 comentários:

Elise disse...

è melhor fazer jogging na marginal de luanda.

GH disse...

Elise,
Na marginal de Luanda, longe das favelas e rodeado de guarda-costas. Que vergonha! O chefe do governo português a fingir com complexos de neo-colonialista e a fingir que Angola é um país democráticos onde se respeitam os direitos humanos.
Coitados dos angolanos!

João Moutinho disse...

Mas o Tio Sócrates ia fazer o quê?

João disse...

João Moutinho, espero que não tenhas levado a mal o meu comentáro do outro dia:-)
Hoje não me vou meter com este grande pensador, ainda não devidamente reconhecido bem sei, mas sim manifestar total concordância com o teu comentário.
Por mais razão que o José Manuel Fernandes tenha, e tem, o quê que se espera que o PM português faça? Que vá a Angola dar lições de democracia e moral? Que rompa relações com Angola? Que democratize Angola como os USA democratizaram o Iraque?

pedro disse...

Já todos sabemos para que lado puxa o «amigo» José Manuel Fernandes. O que interessa é dizer mal e deitar abaixo tudo e todos.

«Ó Filho do Ser! Como pudeste esquecer as tuas próprias faltas e ocupar-te com as alheias? Quem assim fizer, será por Mim abominado.»

Bahá'u'lláh

João Moutinho disse...

João,
Não levo a mal qualquer comentário discordante ou sarcástico.
Este espaço internauta tem uma função formativa, informativa e de laser.
Vai discordando à vontade, faz de conta que estás no teu blog.