domingo, 21 de maio de 2006

Dualidade de Critérios?

A simples ideia de ver um Estado a obrigar alguns dos seus cidadãos a usar em público distintivos que os identificam como membros de uma minoria religiosas causa horror e repulsa. As memórias do Holocausto sugerem imediatamente que se trata de um primeiro passo para um perseguição generalizada e sistematizada.

Recentemente, a revolta e a indignação surgiu em vários media canadianos e americanos (e blogs portugueses!) quando se soube que cristãos, judeus e zoroastrianos do Irão teriam de usar um qualquer distintivo colorido nas suas roupas que os identificava como membros de uma minoria religiosa. (mesmo quando a notícia já tinha sido desmentida!)

Estranhamente, apenas se viu silêncio e a indiferença quando as Nações Unidas revelaram a ordem do Ayatollah Khamenei para o Ministro da Informação, para a Guarda Revolucionária e para a Polícia identificarem todos os membros da comunidade baha'i iraniana. Também referi o assunto aqui.

5 comentários:

GH disse...

Se vocês fossem maioritários em algum país, talvez a coisa fosse diferente. Ou mesmo se tivessem mais visibilidade, podia ser que ou media tivessem reagido com mais veemencia quando a ONU deu a noticia.
Mas voces, com a vossa mania de não querer fazer proselitismo agressivo, também acabam por não conseguir fazer grande divulgação das coisas que verdadeiramente vos afligem.
Pelo menos isto é o que me prece.

João Moutinho disse...

"Sobreveio-me" um pensamento que poderá ser excessivamente elaborado.
Quando o regime nazi iniciou o extermínio sistemático dos judeus coincidiu com a entrada na "cena" europeia dos EUA, que acabaram por ser os principais pela libertação da europa ocidental.
Claro que o Irão xiita não é a Alemanha nazi, nem os judeus Bahá'í, mas não há aqui algum paralelismo? Ou poderá haver...

Marco disse...

GH,
Por vezes os lobbies têm a desvantagem de fazer tanto barulho, tanto barulho, que acabam por se desacreditar a si e às causas que defendem.
Talvez seja por causa dessa ausência de lobbies que alguem disse que a religião baha'i era uma revolução serena.
Eu só queria mesmo era que os media dessem um pouco mais de atenção aos baha'is do Irão (e do Egipto também!)


João Moutinho,
Não percebi essa analogia.
Por muito má que seja a situação dos baha'is no Irão, penso que é um exagero compará-la coma situação dos judeus sob regime nazi.

Elise disse...

marco, já enviou artigos para os media portugueses?

abraço!

Marco disse...

Elise,
Por vezes faço isso.
A prória Comunidade Baha'i também emite os seus comunicados a respeito deste e de outros assuntos.
Frequentemente esses textos são publicados como uma pequena nota.