terça-feira, 19 de dezembro de 2006

Até sempre!



Joseph Barbera (1911-2006), criador dos Flinstones, Tom e Jerry, Scooby Doo, Top Cat e outros.
Obrigado por tantas horas de divertimento e por incontáveis gargalhadas.

7 comentários:

João disse...

Marco, deixa-me juntar a ti nesta homenagem!

SAM disse...

Grandes momentos com os Flintstones e com os Jetsons! Ele foi o criador e o perpetuador do bom humor, calmo e sereno de intervenção (educativa e social) de obras, por vezes, um tanto quanto controversas. É pena que tenha deixado a produção delas há tanto tempo, deixando o mundo do humor animado tão vazio...

Marco Oliveira disse...

Pois eu lembro-me de uma cena do genérico de encerramento dos Flinstones (no tempo em que a TV era a preto e branco e esta série era dobrada em brasileiro).
O Fred Flinstone à noite ficava na rua desesperado a bater à porta de casa e a gritar pela Wilma.
:-)

Do Top Cat lembro-me da manha dele e da diversidade do grupo de gatos que ele liderava.

Elfo Radiante disse...

Pois..., está bem! Dos mortos não se deve dizer mal, mas deixem-me dizer-vos uma coisa: o homem até fazia umas coisas engraçados, só que, para mim, os simpson devem ter sido uma nódoa na sua carreira.

Também não de adorar o homem só fez um belíssimo trabalho com os Flinstones. Isso, sim foi um óptimo trabalho.

GH disse...

Elfo,
O J. Barbera não é autor dos Simpsons.
O criador dos Simsons é o Matt Groening.
E os Simpsons são outro estilo de humor e uma série fantástica!

FL disse...

Apesar de sempre ter tido muito interesse por animação, nunca fui grande apreciador das séries de animação de Barbera, mesmo quando era mais novo. É notória grande imaginação na criação dos contextos (o trabalhar da pré-história com os Flinstones, o futuro dos Jetsons, as relações sociais do Top Cat, etc) mas o seu desenvolvimento argumentativo, história, nunca me satisfez.
Contudo, a morte de um criativo que fez rir e entreteve milhões de pessoas é sempre de lamentar, nomeadamente nos dias que correm em que a programação televisiva para os mais jovens é cada vez mais fraca.

Elfo disse...

Lamento que me tenha enganado no autor.
Mil desculpas.
Elfo