domingo, 18 de fevereiro de 2007

Condenar os bandidos

Quase três anos depois, sentam-se no banco dos réus os acusados pelo maior atentado terrorista em Espanha. São 29, dos quais 18 estão detidos e comparecem no tribunal. Do enorme processo constam 200 provas de ADN que podem contribuir para a descoberta dos responsáveis pelos 191 mortos e 1824 feridos do dia 11 de Março de 2004. Mais do que a retórica, eis uma boa oportunidade para mostrar a superioridade de uma civilização, de uma modelo: julgar rapidamente, com imparcialidade, sem preconceitos e sem ter receio de condenar quem é bandido

Editorial do Expresso, 17 de Fevereiro de 2007

4 comentários:

Lord of Erewhon disse...

:)

GH disse...

Se fosse em Portugal, já havia quebras do segredo de justiça e advogados a tentar invocar erros processuais.

dina disse...

olá
era bom não era?
ainda sonho com uma coisas dessas
não queria perder a esperança na justiça

Pedro Fontela disse...

Esperemos que nunca mais se tenha que fazer um julgamento destes na Europa.

Estou convicto que o julgamento vai proceder correctamente.