segunda-feira, 9 de abril de 2007

Vida Selvagem em Portugal


A União Europeia que está a pôr em perigo a vida selvagem em Portugal, afirma o titulo de um artigo no site da BBC. O artigo faz eco de uma acusação feita por ambientalistas portugueses e refere que mais de metade da vida selvagem no nosso país está sob ameaça de extinção. A ameaça de extinção do lince ibérico é um dos exemplos referidos no texto.

4 comentários:

Pedro disse...

Marco, o Lince Ibérico é animal que não existe em Portugal.

O meu pai é de Vale de Espinho, concelho do Sabugal, onde fica a Serra da Malcata e a reserva com o mesmo nome que protege o Lince Ibérico. Nós temos alguns terrenos na Serra da Malcata que o estado já quiz comprar para integrar na reserva, sei do que estou a falar pois conheço directamente o problema. É a opinião de todos nós que o Lince deixou de existir na Malcata, prova disso é o facto de ninguém o conseguir mostrar.

Eu ainda me lembro de ver em casa do meu avô uma pele de Lince, que ele esporadicamente apanhava nas armadilhas para os coelhos.

Mas o mais paradoxal é que uma das causas da extinção do Lince na Malcata é a desertificação humana. Quando havia vida rural e agricultura de subsistência, quando se cultivavam os campos, havia mais biodiversidade e enriquecimento da fauna e flora. Os campos de trigo e outras culturas alimentam os insectos e pequenos mamíferos que são a base da cadeia alimentar. Com mais terrenos cultivados havia mais coelhos e por isso mais Linces, cuja dieta é essencialmente constituída por coelhos. Hoje em dia na Reserva da Malcata o estado tem de plantar propositadamente campos de trigo tentando aumentar a população de coelhos, mas parece que já é tarde demais.

Não li o artigo da BBC, mas suponho que as razões do desaparecimento da fauna em Portugal se deve em grande parte à desertificação populacional do interior, muitas aldeias estão a desaparecer e com elas a agricultura de subsistência.
Claro, há também a considerar os incêndios que ajudam a destruir o habitat deste tipo de espécies.

Elforadiante disse...

Ó Pedro desculpa lá mas o Lince da Malcata existe... nas brochuras da Câmara Municipal do Sabugal e, uma imagem numa placa de madeira à beira da estrada como símbolo da reserva.

Quem quizer ver linces tem de andar mais uns kilómetros até à raia de Espanha..., também não é longe. Por cá, só fotografias e a saudade...!

Pessoalmente os que vi no Sabugal, e nas tascas circundantes, estavam todos empalhados.

Os agricultores foram quem mais os dizimou.

FL disse...

O texto faz um fiel retrato do nosso país.

Pedro disse...

Elforadiante, é como dizes, na Malcata o Lince existe em placas, fotos e empalhado, mas não ao vivo...