segunda-feira, 20 de agosto de 2007

O Caminho em Frente



"Baha'i Faith: A Way Forward" (Fé Bahá'í: Um Caminho em Frente) é o título de um documentário produzido a pedido da televisão sul-africana (SABC) e que foi emitido ontem na África do Sul, e será emitido noutros países da África austral. O programa, com duração de uma hora, foi produzido por Ryan e Leyla Haidarian, e tem por objectivo mostrar o que a Fé Bahá’í tem para oferecer, a um nível prático, ao mundo.

O documentário contém uma introdução à religião Bahá’í e centra-se em três cidadãos sul-africanos, e na forma como a sua fé se reflecte no serviço aos outros. Além disso, são ainda apresentados documentos históricos dos tempos em que a Comunidade Bahá'í da África do Sul vivia sob o regime do apartheid. “Nesses dias, os Bahá'ís seguiam a letra da lei, mas não se agarravam ao espírito das leis”, afirma-se no filme. Entre os princípios fundamentais da Fé Bahá'í estão a unidade racial e a eliminação de preconceitos.

A eleição da primeira Assembleia Espiritual Nacional dos Bahá'ís da África do Sul, foi realizada com muitas precauções. O local escolhido para o evento foi um celeiro; os brancos entravam pela porta da frente e os negros entraram pelas traseiras. “Se a polícia se aproximava, os negros começavam a fazer limpezas e a cozinhar, enquanto que os brancos jogavam às cartas e conviviam”, relata o narrador.

O documentário está disponível neste link.

-------------------------------
FONTES:
South African film shows faith in action (BWNS)
Documentary on SABC (Baha'is of South Africa)

7 comentários:

Elfo disse...

Passo, a passo, Marco, lá vamos caminhando em frente, contra ventos e marés.
Um abraço.

filha do administrador disse...

fantástico como é tu consegues estar sempre atento às noticias do outro lado do Mundo :)
eu ainda só tive tempo de ver as noticias da tempestade no méxico porque tenho lá um amigo em lua-de-mel !!

Marco disse...

Filha,
Eu tenho um carinho especial pela África do Sul
:-)

João disse...

A propósito da tempestade na Jamaica acho escandaloso o tratamento dado ao tema pelas televisões e rádios em Portugal (e se calhar noutros sitios). Todo a cobertura noticiosa gira em torno dos turistas e do seu bem estar, quase se podendo resumir tudo ao titulo "tempestade estraga férias dos turistas". Chega a ser obsceno o desinteresse com as pessoas de lá.
Enfim, já vamos estando habituados a que no mercado de valores as vidas dos habitantes do 3º mundo (ainda para mais pretos)pouco valem.
Bem sei que numa perspectiva bahai as coisas não são assim daí o desabafo neste blogue!

Marco disse...

Também reparei nisso, João.
As nossas TV's apenas se preocuparam com umas centenas de turistas portugueses. A BBC falou da devastação na Jamaica, das precauções que a população tomava, dos estragos causados (sobretudo nos bairros de lata) e por fim falavam dos turistas que se amontoavam nos aeroportos para tentar abandonar a região.

Não sei como definir esta atitude. Mesquinha? Patético? Enfim... são estas atitudes que também definem a importância de cada meio de comunicação social.

Anónimo disse...

A África do Sul de há uns tempos para cá começou a ser muito acarinhada.
Mas essa da tempestade e dos turistas é mesmo assim.
Basta olharmos para a nossa distribuição de riqueza em que conseguimos ser o país com maior disparidade dentro da União Europeia.
A ver vamos, é que se formos ao Europeu do Ludopédio assistiremos aos Telejornais a falarem durante meia-hora como notícia de abertura o que tomaram os jogadores de sobremesa e qual o percurso do quarto ao campo de treinos.
Ah, Incipit Zaratustra para a Lusitânea.

João Moutinho disse...

Fui eu quem em escrevi esta última interevenção mas esqueci-me de assinar.