segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Judaísmo e religião Bahá'í

Quais as diferenças e as semelhanças entre a religião Bahá'í e o Judaísmo?
A opinião de um Rabi americano.

7 comentários:

iuri disse...

não vou entrar muito dentro do assunto, mas sobre as duas "criticas"(questoes) dele à fé bahai.
1) sobre maome e a finalidade do islao
a) ha varias versoes sobre o ultimo discurso do profeta
b) ha diferença entre "rasul" e "nabi" (messageiro e profeta)
2) sobre ele dizer que os bahais "nao levam a serio" (o espaço das) oraçoes por terem poucos templos, penso que é totalmente falso(um disparate ate), ter poucos ou muitos templos nao prova nada, a primeira mesquita do islao era 4 paredes a volta de um (pequeno) terreno de terra coberta com folhas de palmeira, e vejamos hoje quantas mesquitas existem.
os periodos devocionais Bahais costumam ser bastante espirituais mesmo quando sao feitas em casa particulares, alem disso, apesar de só haver no mundo uns 6 templos bahais, existem muitos centros bahais, não sao , por assim dizer, "templos", mas são sempre espaços "apropriados" para orar. Na minha opinião não existem neste momento muitos templos bahais, porque a nossa prioridade principal neste momento não é essa.

iuri disse...

Esqueci-me de dizer, é verdade que muitos dos ensinamentos da Fé Bahai nomeadamente, os de natureza espiritual, já eram ensinados noutras religioes anteriores, a diferença esta claro enfase que se dá a esses ensinamentos.
Quanto a ensinamentos de natureza social, a fé bahai tem mais ou menos bem definido um modelo de governaçao a nivel de estado e mesmo a nivel global, e isto muito antes de haver sequer a liga das naçoes ,as naçoes unidas, e a uniao europeia. Tanto quanto sei, mais nenhuma religiao tem isto e nao é de admirar, faria algum sentido Moises ou Cristo terem falado de um governo e unidade mundial ha 2000 anos atras? Alguem ia compreender? claro que nao, e é por isso que a religiao é progressiva.

Pedro disse...

Este Rabi pareceu-me um bom homem, e sem dúvida muito bem informado sobre a Fé Bahá'í...
Claro, sobre algumas coisas que disse, como as mencionadas pelo Iuri, não posso concordar, mas apesar disso, é na sua grande parte um estudo bem feito.

Eu percebo e aceito que seja muito dificil a um crente duma religião, e que dizer dum clérigo, de repente ser seguidor de outra religião. Isso é uma mudança aparentemente radical, mas que para um bahá'í não passa de uma mudança de 360º... :-)

Ou seja, dar uma volta completa às ideias e actitudes, mas no fim ficar voltado para o mesmo lado, isto é, manter a mesma crença.

GH disse...

Para mim é óbvio que vocês são muito "sensíveis" quando ouvem uma crítica.
Ainda têm de aprender algumas coisas sobre a convivência com as opiniões dos outros.

GH disse...

Já agora: se neste video houvesse uma crítica mesmo forte, com certeza que não teria sido publicada neste blog.

iuri disse...

gh,

eu gosto de uma boa discussao, e nao ha mal nenhum (ou sensibilidade) em refutar argumentos. se os bahais fossem assim tao "sensiveis" a criticas o marco nunca publicaria este video no seu blog.

Daniella disse...

Sei, Iuri
Como um bom bahá'i português gosta de uma boa discussão...e evidente que não há mal nenhum...
Porém, pergunto eu: alguém já esclareceu as questões com o próprio Rabi?
Ou se vamos ficar nesta boa discussão?