domingo, 9 de dezembro de 2007

Mereciam mais atenção...

Lamentavelmente a atenção dos media durante a Cimeira UE-Africa centrou-se em ditadores como Khadafi e Mugabe. Entre os governantes africanos estavam outros que mereciam mais atenção por parte dos media. São representantes eleitos pelos seus povos e podem ser vistos como exemplos para outros países do mundo.


Thabo Mbeki (África do Sul)


Mwai Kibaki(Quénia)


Levy Mwanawasa (Zambia)


José Maria das Neves (Cabo Verde)


John Kufuor (Ghana)


Festus Gontebanye Mogae (Botswana)


Armando Guebuza (Moçambique)


Alpha Oumar Konaré (Mali)


Abdoulaye Wade (Senegal)

A Democracia existe em África. Em alguns casos pode ainda ser muito jovem. E por esse motivo necessita de todo o apoio da Europa.

9 comentários:

altohama disse...

Felizes e contentes os poucos que têm milhões continuarão a estar-se nas tintas para os milhões que têm pouco, ou nada.

Cumprimentos,

Alto Hama

João disse...

Mário tenho que te dar os parabéns pois contrariamente a toda a comunicação social e à generalidade dos comentadores foste capaz de falar dos aspectos positivos da democracia e direitos humanos em Africa e pôr-lhes nomes. E ainda podiamos acrescentar os casos da Tanzânia, Namibia e esse exemplo notável da Liberia, onde o povo após anos de destruição e de sujeição à barbárie mais abjecta teve a maturidade de recusar o populismo de uma vedeta de futebol e escolher uma mulher séria e competente para presidente.
Quanto progresso a Africa realizou se pensarmos que ainda há não muitos anos os regimes que não eram de partido unico se podiam contar pelos dedos de uma mão. Infelizmente tudo isso é desvalorizado na nossa imprensa, substituido por um misto de discurso moralista com um fascinio por ditadores carismáticos como o caso de Khadafi, o que só demonstra na verdade o quão pouco conhecemos Africa, compensando essa ignorância com discursos pré fabricados e generalistas.

Marco disse...

Eu não me chamo Mário...
:-\

João disse...

Desculpa lá Marco, não sei onde é que estava com a cabeça para te andar a chamar Mário...pelo menos não te chamei Mugabe ou Kadafi-:)

Fábio Mayer disse...

O mundo precisa apoiar a democracia na África e colocá-la no mundo em pé de igualdade com os demais continentes e nações, dadas as suas expetaculares potencialidades econômicas.

Marco disse...

Fábio,

Obrigado pela visita.
Vc é paranaense?
Não deixa de ser interessante que nesta cimeira foram os países democráticos de África que apresentaram os argumentos mais lógicos e racionais para rejeitar as propostas europeias.

João,
Se me chamasses algum desses nomes, terias uma resposta à altura!
:-D

Carreira disse...

Concordo em absoluto com a afirmação que faz.
De facto, acabamos por valorizar o que não merece tanto protagonismo, esquecendo, ou deixando em 2.º plano o que há de melhor.

Um abraço,

José Carreira (www.cegueiralusa.com)

João Moutinho disse...

Os media falam daquilo que atrai o público, procurando algo massivo e espectacular.
Mesmo assim penso que o trabalho feito pelo governo português foi positivo e os media abandonaram um pouco aquela obsessão pelos dois "artistas" referidos.
Apreciei em particular as afirmações do presidente de Cabo Verde que considera que tantos anos após as independências ainda se possa culpar os europeus pelo que se passa em África.
Relativamente ao Mbeki tenho aquela simpatia por quem sofreu na pele as amarguras do Apartheid e procura a reconciliação em vez de o ajuste de contas mas aquela posição face ao HIV/SIDA deixa-me decepcionado.
Por fim, em vez de pensarmos em fazer caridade em África e mostrarmos que somos muito bonzinhos melhor seria se baixássemos as taxas alfandegários aqueles produtos que muitas vezes concorrem directamente com os nossos.

Dad disse...

Grande verdade Marco!

Beijinho,