quarta-feira, 21 de maio de 2008

A Europa reage às detenções no Irão

Os media internacionais continuam hoje a fazer eco da situação dos sete Bahá’ís detidos no Irão. O principal destaque vai para a Presidência da União Europeia (UE) que condenou a atitude do regime iraniano, expressando publicamente a sua preocupação pela "sistemática discriminação e hostilização dos Bahá’ís iranianos por motivos religiosos". Num comunicado divulgado hoje em Liubliana, a UE manifestou a sua profunda preocupação pelas informações que davam conta da detenção de sete “líderes” baha’is detidos no passado dia 14 de Maio.

O mesmo comunicado apelava ainda à República Islâmica do Irão a permitir o direito escolha e prática de uma religião, a terminar a perseguição à comunidade Baha’i, e a libertar os detidos. Entretanto, as autoridade iranianas já confirmaram a detenção dos seis Bahá’ís, acusando-os de agir contra a segurança nacional do Irão e de ter ligações com estrangeiros.

As imagens que se seguem mostram um pouco do que tem sido a atenção dos media mundiais sobre este assunto. (clique na imagem para aceder à notícia)















2 comentários:

GH disse...

Duvido que o governo iraniano esperasse tanta atenção internacional para este caso!

entãoéassim... disse...

E a presidência eslovena voltou a manifestar-se, como num passado muito recente. Que bom!
Esperemos que estas manifestações de repúdio não surtam efeitos contrários aos pretendidos. Irritações exacerbadas podem provocar reacções imprevisíveis!!!