domingo, 8 de março de 2009

Sof-esticado

Se algumas das acusações feitas aos Bahá’ís são ridículas (apoio ao sionismo e insulto às santidades religiosas), outras entram no reino do surrealismo. Houve quem fosse acusado de não ser casado, e até de "conspirar contra a segurança do Estado ao organizar uma exposição de arte infantil". Uma das mais recentes acusações contra os sete dirigentes Baha’is detidos, que tem sido repetida pelos media iranianos, afirma que os detidos possuíam "equipamento de comunicações altamente sofisticado".

Conhecendo a credibilidade do regime iraniano, a MideastYouth.com não perdeu tempo.

Sof-esticado

5 comentários:

entãoéassim... disse...

Não lhes quero dar ideias, mas ainda vão descobrir microchips subcutâneos e nos canais dentários apenas decifráveis pelos próprios Bahá'is.
Que tal os cerca de 6 milhões de crentes entregarem-se às autoridades iranianas? Quem sabe se pelo menos um, com verdadeiro amor à vida, não denunciava os actos de espionagem há décadas perpetrados?
Perdoem-me, mas haja paciência para tanta paranóia!
Até daria vontade de rir, não fossem as vítimas reais.

Elfo disse...

Conheço duas coisas infinitas: A Misericórdia de Deus e a estupidez humana.
A primeira não se aplica aos Mullas iranianos.

entãoéassim... disse...

Permita-me discordar, Elfo, mas ambas têm limites e a segunda ultrapassa largamente o razoável...
Quanto à primeira, se eles não "pagarem" neste Mundo certamente irão pagá-las no outro e, aí sim, o preço vai ser infinitamente mais alto!!!

GH disse...

Muito boa!

Anónimo disse...

Depende como vê a estupidez...
De qualquer forma as acusações são bem pensados de facto "equipamento de comunicações altamente sofisticado" é o telemóvel mas daí como compor a frase q muda, o povo acredita nestas coisas e nem pensa.
Claro q há muita gente boa q pensa e não acredita nestas “denuncias” mas esta boa gente compõe uma minoria de povo iraniano dentro do país.