domingo, 3 de fevereiro de 2008

Igreja da Cientologia

Relativamente ao facto da Igreja da Cientologia ter sido reconhecida como pessoa colectiva religiosa (e aqui partilho das preocupações de Vítor Dias no Tempo das Cerejas e discordo do Ricardo Alves no Esquerda Republicana), creio que é importante esclarecer o seguinte:

  • A Comissão de Liberdade Religiosa nada tem a ver com o assunto, pois só dá pareceres quando estes lhe são solicitados.
  • A Comissão de Liberdade Religiosa não tem poder para investigar os pedidos de inscrição no Registo Nacional de Pessoas Colectivas.
Só acho estranho que os funcionários do RNPC não tenham percebido o que tinham em mãos...

21 comentários:

Héliocoptero disse...

Querendo juntar-me à conversa, dei aos dedos aqui:

http://penatespublici.blogspot.com/2008/02/cientologia-o-debate-que-anda.html

GH disse...

Esperem lá!
Não foi a Alemanha que proibiu a cientologia?
Não aconteceu o mesmo em Espanha?

Então aqui fica o meu aplauso aos funcionários público que fizeram esta asneira! Ou será que foi um favor?

Ricardo Alves disse...

Marco,
não estava à espera que fizesses um comentário desses. Quem se indigna tanto com a perseguição aos bahá´ís no estrangeiro, deveria reflectir um pouco sobre o que defende para os outros cá em Portugal.

Marco disse...

Ricardo,

Achas que sinceramente que o facto do Governo Alemão vir a declarar ilegal a Igreja da Cientologia é comprável às perseguições aos Baha’is no Irão ou no Egipto? Os Cientologistas alemães estão impedidos de frequentar a Universidades na Alemanha devido às suas convicções? Estão impedidos de obter bilhetes de identidade pelo mesmo motivo? Alguns deles estão presos apenas devido à sua fé? Quantas foram mortos na Alemanha nos últimos anos?

Sejamos honestos: todos sabemos que a cientologia tem práticas muito, muito questionáveis. Basta ler alguns testemunhos em diversos blogs… E não faltam por aí notícias de escândalos e as mais diversas acusações a este culto. Sabes que se fores a um encontro, a uma entrevista nesse culto corres alguns riscos; se fores a uma reunião com baha’is, na pior das hipóteses, levas uma grande seca!

O que temos aqui é uma organização de fachada religiosa e com antecedentes perigosos que se está a estabelecer em Portugal. Devemos ignorar esses antecedentes e assobiar para o lado como se não fosse nada? Será que devemos considerar como religião toda a organização que se declare como tal?

Se aqueles árabes do BCCI, ou os figurões do Banco Ambrosiano, quisessem fundar um Banco em Portugal, deveria o Governo Português aceitar imediatamente essa nova instituição financeira, ou deveria investigar os antecedentes dos seus mentores? Se os antigos administradores da Enron e os auditores da Arthur Andersen quisessem criar uma empresa em Portugal, deveríamos fechar os olhos ao passado desses senhores e abrir-lhes as portas?

Ricardo Alves disse...

Marco,
é evidente que as perseguições aos bahá´ís, no Irão ou no Egipto, não são comparáveis ao tratamento que os cientologistas têm recebido na Europa.

A questão é outra: as «práticas questionáveis» são as mesmas de outras confissões religiosas que quase ninguém critica. Se queres proibir essas práticas, atingirás várias confissões religiosas.

E não podes afirmar categoricamente que se trata de uma organização «com uma fachada religiosa». Não podes porque simplesmente não sabes.

GH disse...

"se fores a uma reunião com baha’is, na pior das hipóteses, levas uma grande seca!"

Posso confirmar este facto!

Em Portugal já levei seca; mas tambem já levei na Holanda e em Inglaterra.

Não percebo porque é que vocês com umas Escrituras tão espectaculares conseguem ser tão chatos nas vossas reuniões.

Héliocoptero disse...

Sem querer ser ou parecer ofensivo...

... por vezes fica-se com a ideia que o problema que muitas pessoas têm com a Cientologia não são as suas práticas. A Igreja Universal do Reino de Deus também não é exactamente pura e imaculada, mas não é por isso que deixa de ser considerada uma associação religiosa. Os grupos islâmicos radicais também fazem o que fazem, mas não é por isso que se lança uma ofensiva contra todo o Islão.

O problema que se tem com a Cientologia parece ser mais a ideia pré-concebida daquilo que uma religião deve ser: adorar um ou mais deuses parece bem, filosofia contemplativa também; extraterrestres e afins já não. Parece ser ofensivo considerar uma religião a crença e culto à volta de seres de outros planetas (ou Jedis, para dar outro exemplo), porque de algum modo sente-se que isso ridiculariza o fenómeno religioso. E quem é devoto é de alguma forma atingido por isso, principalmente quando está muito disseminada uma mentalidade monoteísta que torna o conceito de Deus quase sinónimo do de religião, sem possibilidade de alternativas.

Como já disse, a mim não me choca nem que fosse um culto à maçaneta de uma porta e, sinceramente, soa-me a hábitos de um triste passado europeu estar a querer definir ao nível do Estado o que é ou não é uma religião. Que sejam as próprias pessoas a defini-lo, por mais ridiculas, estranhas ou invulgares que as suas crenças nos possam parecer. Desde que respeitem a lei e não ponham em causa a ordem pública, tanto me faz. Se puserem, que sejam investigadas e julgadas por isso e não pelas crenças que têm.

Marco disse...

Ricardo,
Na minha opinião todas as organizações de cariz religioso - ou fachada religiosa - que desenvolvam práticas questionáveis (ex: lavagens ao cérebro, sequestros, intimidação, chantagem, etc…) não devem ser reconhecidas como pessoas colectivas religiosas pelo Estado Português. Isto aplica-se não apenas à Cientologia, mas também a outras organizações. E no dia em que se tratar de uma organização Baha’i, farei questão de ser o primeiro a denunciá-la às autoridades.

Há alguns meses atrás assisti a um programa na BBC intitulado “Scientology and Me”. O programa está disponível no YouTube (parte 1, parte 2, parte 3 parte 4). É com base neste programa e nas diversas denúncias que referi, que afirmo que se trata de uma organização com fachada religiosa.


GH
Espero que muitos baha’is leiam o que escreveste e pensem um pouco sobre isso.
É verdade que há muitas reuniões baha’is que são uma bela seca. Mas também não sei que expectativas é que tu tinhas quando entraste nessas reuniões. Imagino que não ias à espera de um discurso histérico, anunciando curas milagrosas e disparates do género. Mas o que querias tu encontra nas reuniões baha’is?


Heliocoptero,
Eu penso que as pessoas são livres de acreditar no que quiserem. Podem acreditar nas causas mais nobres ou nas coisas mais disparatadas; podem ter crenças profundamente racionais ou altamente obscurantistas e supersticiosas; podem dedicar toda a sua vida a uma crença, ou mudar várias vezes de crença ao longo da vida.

Mas não podem é usar essas crenças para desenvolver actividades inaceitáveis como : lavagens ao cérebro, sequestros, intimidação, chantagem, etc…

Ricardo Alves disse...

Marco,
como eu já te disse no outro blogue, os aspectos que criticas à cientologia também estão presentes noutras confissões religiosas.

E quanto à «fachada», a verdade é que também há padres que são ateus. E depois? O Estado tem que ir verificar se as pessoas são sinceras quando dizem acreditar na ressurreição ou em xenu?

Marco disse...

Ricardo,
O que está em causa é o verdadeiro objectivo de uma organização que se proclama religiosa. Não questiono a sinceidade das convicções pessoais, sejam elas quais forem.

Ricardo Alves disse...

Marco,
o objectivo da cientologia também não me parece diferente dos objectivos das outras confissões religiosas.

Cientólogo anonimo disse...

Marco, me dá uma coisa que os cientologistas tenham feito de errado.

Me diz uma frase que faça de Hubbard um babaca ou um idiota.

Me diz só uma das suas experiências conosco.

Por favor, quero te entender.
Com todo amor e respeito.

Marco disse...

Ricardo Alves,

O objectivo de uma religião deve ser libertar o potencial humano; se alguns religiosos castram ou limitam esse potencial nos seus semelhantes, então estão a destruir a religião.

É a velha questão que creio já ter falado uma vez: acho que confundes o cão com as pulgas. :-)

Marco disse...

Cientólogo anónimo,

O que eu questiono são as práticas, e não as crenças da cientologia.

Tive a oportunidade de acompanhar um caso muito semelhante ao que descreve o Vitor Dias. Bem revelador dos métodos dessa organização.

Depois basta ver o programa da BBC, lembrar episódios como as operações Snow White e Freakout, pensar que o governo da Baviera considera a cientologia uma ameaça equivalente ao terrorismo e ao crime organizado, que países como Reino Unido, França, Bélgica, Alemanha, México, Israel, Irlanda e Luxemburgo se recusam a reconhecer a cientologia como uma religião...

Anónimo disse...

Só agora é que tive a oportunidade de ler estes comentários. Não consigo perceber qual é bem a opinião do Sr. Marco, pois parece que dá uma no cravo e outra na ferradura... É uma cientologista que fala. Para começar, é importante analisar as situações pela quantidade e qualidade, ou seja, numa organização, num tratamento, etc. o nº é alto ou baixo de aceitação\resultados? Cientologia está hoje em mais de 140 países, e considerada como uma religião e para além disso, uma religião de boa fé e com mais de 10 milhões de membros. Cientologia é uma religião que aceita todas as religiões. Infelizmente há "muitas histórias" tentando desviar a verdade sobre Cientologia, pois ela luta contra os verdadeiros problemas sociais que arruínam crianças, jovens e famílias... só que infelizmente as notícias que lemos não é sobre o que Cientologia tem feito mas sim que isto e aquilo, e nós, o povo, que preferimos ouvir em vez de ver com os nossos próprios olhos, acreditamos ou ficamos em efeito das "opiniões" de um.
Quanto à duvida acerca das práticas de Cientologia, em primeiro lugar se há tanta preocupação nisto veja por si mesmo, há muitos livros onde pode tirar as suas conclusões, escritos pelo fundador, provados e documentados antes do lançamento.
As práticas da Religião de Cientologia são baseadas em axiomas e procedimentos exactos que permite ao Homem, DE FORMA CONSCIENTE, SEM AVALIAÇÃO, encontrar respostas acerca da sua existência espiritual, das suas dinâmicas e compreensão de uma realidade ultima - Ser Supremo. o Homem é basicamente Bom e é um espírito, não matéria. As escrituras de Cientologia direccionam-se, como filosofia, de acordo com o princípio de que é possível restaurar o Homem através da compreensão e não da força.
E há que ter cuidado, quando criticamos, uma organização, pois uma coisa é o acto de um individuo que pode levar à má interpretação de uma organização, outra coisa é o que reza essa organização. Como cidadã comum e que segue uma religião, entendo que criticar uma religião é pôr em causa a civilização de uma sociedade. A minha religião apoia outras religiões, trabalha com outras religiões, a nível internacional, pois é claro que a função de uma religião é promover Paz, União, Sanidade etc. e só por isto os crentes das religiões deveriam pensar duas vezes. Muitos cientologistas (como outras pessoas de outras organizações e religiões)às 20, 22, 24 horas ou mais, trabalham para um mundo melhor, trocando o conforto de um chinelo.
Desconhecia tal perseguição aos Bahá´ís, podia também dar aqui uma lista da perseguições aos cientologistas, principalmnte na Alemanha, mas não vale a pena, Cientologia tem defendido também outras religiões descriminadas nos Tribunais.
Já agora gostaria de dar a conhecer as nossas campanhas sociais:
Fundação para os Direitos Humanos, Tolerância e Paz e
Juventude para os Direitos Humanos Internacional
Propósito: Educar sobre os direitos humanos e forçar os governos a adoptarem a Declaração
Universal dos Direitos Humanos.
Estatísticas:
· 702 mil jovens, crianças e adultos a tornarem-se defensores para os Direitos Humanos.
· 601 milhões de pessoas receberam a mensagem da Declaração Universal dos Direitos Humanos, através
dos vídeos de anúncios de serviço público, eventos e livretes.
· Parceiros e conselheiros oficiais da ONU. A Fundação para os Direitos Humanos, Tolerância e Paz e a Juventude para os Direitos Humanos Internacional, são parceiros e conselheiros oficiais das Nações Unidas para o assunto dos Direitos Humanos.
www.youthforhumanrights.org
O Caminho para a Felicidade
Propósito: Elevar os valores morais da sociedade para a criação de um ambiente mais ético,
honesto, de tolerância e compreensão.
Estatísticas:
· 75 milhões de livros do Caminho para a Felicidade nas mãos do público em 135 países.
· 65 mil pessoas, grupos, empresas ou governos a usarem o livro do Caminho para a Felicidade com a sua
capa personalizada.
www.twth.org
Fundação para um Mundo Livre de Drogas
Propósito: Educar amplamente acerca das drogas para evitar o futuro consumo e assim criar um
futuro sem drogas.
Estatísticas:
· 75 mil kits da campanha "A Verdade Sobre as Drogas" foram enviados a líderes cívicos, governantes e agências de luta contra o problemas das drogas.
Conselheiros da ONU. Após observarem os resultados da campanha a nível mundial com os milhões de livretes distribuídos, anúncios e eventos, a Fundação para um Mundo Livre de Drogas é oficialmente o
conselheiro para políticas de prevenção às drogas para os estados membros das Nações Unidas.
www.drugfreeworld.org
Tudo isto foi possível com ajuda de muitos membros da Cientologia, incluindo o Sr. Tom Cruise, mas infelizmente estes dados não publicam.
Quanto à Alemanha, bom tive a oportunidade de receber o seguinte:
NOTA DE IMPRENSA
Quando a moção do Ministro do Interior de Hamburgo não foi seguida pela Conferência dos Ministros do Interior na Alemanha, isto mostrou que a Alemanha está completamente fora de sintonia com o resto do Mundo. O comunicado e a recomendação do Ministro do Interior de Hamburgo é uma forma de tentar justificar a actual e incessante discriminação contra a Igreja de Cientologia e contra os seus membros na Alemanha.
Dez anos de vigilância por parte do OPC (Offices para a Protecção da Constituição a nível Federal e Estatal) revelaram que não existe absolutamente nada de errado que possa justificar a interdição, tal como foi admitido pelo Ministro Federal do Interior, Wolfgang Schauble, na entrevista que deu à Rádio Alemã. Não existe nada de mal a ser investigado.
A sugestão que a OPC não só continue mas amplie a sua investigação que é ilegal e intrusiva, mostra bem a tentativa desesperada de fabricar uma justificação para a interminável investigação que assim desperdiça milhões de euros dos contribuintes. Nos últimos 25 anos, houve naquele país quarenta decisões nos tribunais que reconheceram a natureza religiosa da Igreja, incluindo uma decisão do Tribunal Federal Administrativo.
Desde a abertura da sua Igreja principal em Berlim no passado mês de Fevereiro, os estatutos religiosos da Igreja de Cientologia têm sido ainda mais reconhecidos em todo o Mundo.
A 31 de Outubro de 2007, o Tribunal Nacional em Madrid emitiu uma decisão irrefutável reconhecendo que a Igreja de Cientologia de Espanha devia ser registada como religião no Registo das Entidades Religiosas.
A 24 de Setembro de 2007, o Tribunal Europeu para os Direitos Humanos confirmou a decisão unânime desse Tribunal de Abril passado, afirmando que a Igreja de Cientologia tem os direitos e as protecções da liberdade religiosa que são dirigidas às organizações religiosas no seguimento do Artigo 9 da Convenção Europeia dos Direitos Humanos.
Os princípios enunciados na decisão, garantem a liberdade religiosa dos Cientologistas e das suas associações religiosas e são aplicáveis em todos os quarenta e oito estados membros que ratificaram a Convenção Europeia dos Direitos Humanos para a Protecção dos Direitos Humanos e das Liberdades Fundamentais, incluindo a Alemanha.
A 18 de Setembro de 2007, a Igreja de Cientologia de Portugal foi oficialmente reconhecida como pessoa colectiva religiosa segundo a nova lei religiosa.
A 3 de Dezembro 2007, o Departamento de Impostos da África do Sul concedeu à Igreja de Cientologia o estatuto de Organização de Interesse Público como entidade religiosa, com isenção total de pagamento de impostos.
A religião da Cientologia foi fundada por L. Ron Hubbard. A primeira igreja foi estabelecida em 1954 nos Estados Unidos da América. Ela cresceu e hoje conta com mais de 7,500 igrejas, missões e grupos e dezenas de milhões de membros em 163 nações.
........ "......

Obrigada pela atenção,
Elizabete Dâmaso

Marco disse...

Elizabete Dâmaso,

Se não percebeu bem a minha opinião, então repito: O QUE EU QUESTIONO SÃO AS PRÁTICAS E NÃO AS CRENÇAS.

Presumo que os testemunhos de crentes que abandonaram a Cientologia e são intimidados, não passam de invenções de pessoas frustradas...

E o programa da BBC-Panorama faz parte de uma campanha ignóbil...

E as operações Snow White e Freakout são fruto do imaginário colectivo...

E países que se recusam a reconhecer a cientologia como religião talvez formem uma aliança de inimigos da Cientologia...

Anónimo disse...

Senhor Marco, sobre BBC Panorama, envio-lhe a verdadeira história:

http://www.bbcpanorama-exposed.org/
obrigada
Elizabete D.

Marco disse...

Verdadeira história?
E quem é o dono da verdade?

E para esta notícia também tem uma justificação?
Cientologia vai continuar sob a mira dos serviços secretos alemães

O que surpreende mais é que vocês têm problemas de reconhecimento em países democráticos (Reino Unido, França, Bélgica, Alemanha, México, Israel, Irlanda, Luxemburgo...)

Se fosse apenas em países onde existem regimes totalitários ainda percebia.

Anónimo disse...

Infelizmente qualquer movimento religioso tem problemas, ou não?
A católica que é a católica tem problemas na China...

Aqui tem o video completo, acho
www.freedommag.org

Elizabete D.

Marco disse...

Pois é, Elizabete.
Mas uma coisa é ser perseguido por um regime que é sistematicamente condenado nos meios internacionais por violações dos direitos humanos (ex: China, Arábia Saudita, Irão,…). Outra coisa é ser alvo das atenções dos serviços secretos de um país democrático, que não tem por hábito perseguir minorias, ou pessoas que pensam de maneira diferente.

Anónimo disse...

Não Marco, num país democratico, como Alemanhã, qualquer um pode denunciar quem quiser e criar "histórias"... E custuma ter mais impacto se esse alguém é importante.

Serviços secretos? Estes devem simplesmente fazer bem o seu trabalho.