segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Que mal é que fizeram as árvores?

A profanação de cemitérios tem sido uma das formas de atacar e intimidar a Comunidade Baha’i no Irão. O mais recente acto de vandalismo sobre cemitérios Baha’is deu-se no passado dia 27 de Setembro em Isfahan, onde foram cortadas as árvores ali existentes. As imagens que se seguem ilustram a situação:



No fundo isto é mais uma prova da falsidade e hipocrisia do presidente Ahmadinedjad que recentemente afirmou que as minorias religiosas do Irão fazem parte da “grande família iraniana”. Foram palavras bonitas, sim senhor. Mas este acto mostra que nessa família há uns que são filhos e outros são enteados.

E a propósito: que mal é que fizeram as árvores?

3 comentários:

entãoéassim... disse...

"When a thought of war comes, oppose it by a stronger thought of peace. A thought of hatred must be destroyed by a more powerful thought of love."

Difícil, muito difícil, mas temos de por em prática!

GH disse...

Eu li algures que a distância entre a imbecilidade e o fundamentalismo é muito curta. Esta história apenas confirma essa ideia.

Carlos Moreira disse...

Se o ser humano não é respeitado o que se dirá de árvores?