segunda-feira, 24 de julho de 2006

A família do Brasil

Estes dias de Julho são geralmente preenchidos com a visita da minha irmã. Ela mora há alguns anos em Curitiba e todos os anos costuma visitar-nos com o meu cunhado e os meus sobrinhos. Aqui ficam algumas três fotos destes dias; entre parêntesis ficam algumas expressões brasileiras que sempre aprendemos durante estes dias.

Jogar futebol no jardim dos avós. Por vezes até jogaram com atacadores (cardaços) desapertados. O fiasco da participação brasileira no Alemanha 2006 tornou os miúdos (guris) fervorosos adeptos de Portugal; vejam-se as camisolas (camisetas).



Na piscina tentando fazer o pino (plantar bananeira).



Antes de jantar, um jogo de matraquilhos (pimbolim).

3 comentários:

GH disse...

A camisola/camiseta já conhecia.

Santos Passos disse...

Ó Marco. Pede à tua irmã que fique por aí mais um pouco. Precisas de mais algumas aulas de brasileiro. (brincadeirinha, não te zangues)
É cadarço, não cardaço. E joga-se pebolim, não pimbolim.
Abração aqui do chato.

Marco disse...

Santos Passos,
Eh eh eh eh...
Estas lições de "brasileiro" infelizmente duram pouco tempo e só não têm parte escrita!
Obrigadão pela correcção!