quinta-feira, 19 de junho de 2008

Bahá'ís detidos contactaram familiares


(clique na imagem para aceder à notícia da CNN)

Notícias recebidas do Irão dão conta que a Sra. Mahvash Sabet, a secretária do grupo de liderança ad hoc dos bahá’ís iranianos, teve a oportunidade de fazer um telefonema para a sua família no passado dia 3 de Junho. Sabe-se agora depois de ter sido detida em Mashad no dia 5 de Março – data desde a qual esteve incomunicável, foi transferida para a prisão de Evin, em Teerão, no passado dia 26 de Maio.

A Sra. Fariba Kamalabadi também teve a oportunidade de fazer um breve telefonema para a sua filha, tendo assegurado que estava em boas condições de saúde. Alguns dias mais tarde, funcionários da prisão pediram à família da Sra. Kamalabadi que levassem à prisão os óculos para leitura. Também a família do Sr. Vahid Tizfahm recebeu um pedido de funcionários da prisão para que levassem roupas do seu familiar. Nenhuma das famílias teve a oportunidade de ver os seus familiares quando foi levar estes objectos à prisão de Evin.

Por seu lado, o Sr. Jamaloddin Khanjani teve a possibilidade de fazer um breve telefonema para a sua família.

O facto destes prisioneiros Bahá’ís terem tido a possibilidade de contactar as suas famílias de forma limitada não esconde os aspectos mais graves desta situação. Nenhum deles cometeu qualquer crime. Nenhum deles foi acusado. Apenas estão detidos porque são Bahá’ís.

-----------------------------
NOTA: Para acompanhar os novos desenvolvimentos sobre a situação dos Baha'is no Irão, o BWNS tem agora uma página intitulada Iran Update. Toda a informação ali contida foi validada pela Comunidade Internacional Bahá'í.

1 comentário:

entãoéassim... disse...

Já é um sinal positivo, um passo lento mas deram-no.
Acreditemos que as autoridades não sejam como os caranguejos: um para a frente e três para trás.
Não deve ser fácil; afinal "quebrar" é sinónimo de fraqueza...e isso é inadmissível!
Pequenas concessões, sim, mas nunca um regime posto em causa.