quinta-feira, 28 de junho de 2007

Mário Soares vai presidir à Comissão de Liberdade Religiosa



(Notícia divulgada ao início da tarde de hoje, pela agência Lusa)

O Conselho de Ministros designou hoje o ex-Presidente da República Mário Soares para presidir à Comissão de Liberdade Religiosa, em substituição do social-democrata Meneres Pimentel.

O ministro da Justiça, Alberto Costa, saudou o trabalho desempenhado pelo presidente cessante, Meneres Pimentel, que esteve como presidente da Comissão de Liberdade Religiosa desde 2004.

"Mário Soares trata-se de uma personalidade cujo contributo para a democracia e para a liberdade religiosa, assim como para o diálogo inter-religioso, é conhecida de todos os portugueses", declarou o ministro da Justiça, em conferência de imprensa.

---------------------------
COMENTÁRIO: Na minha opinião é uma boa escolha. O perfil assumido de “Republicano, Laico e Socialista” de Mário Soares é uma garantia de equidade e imparcialidade em questões religiosas. O respeito que tem manifestado pelas confissões religiosas no nosso país reforçam essa garantia.

Se o nomeado para este cargo fosse membro de uma qualquer confissão religiosa (ou apenas crente em Deus), imediatamente haveria dúvidas sobre a sua imparcialidade em matéria de religião.

Mas a Comissão não é apenas o Presidente. Quem são os restantes membros?

5 comentários:

GH disse...

Será uma boa escolha?
Não foi o Mário Soares que insultou recentemente os muçulmanos e os evangélicos?
Creio que foi uma generalização daquelas que caiu muito mal...

SAM disse...

Mas ele se assume como laico e não ateu, pelo que suponho que possa acreditar em Deus e pertencer a uma ou outra confissão religiosa.

A minha única dúvida é: não teremos pessoas mais jovens neste país, para liderar projectos tão importantes como este?

Ainda se pergunta por aí onde está a juventude?! (nem digo pessoas com 20 anos, digo pessoas com menos do que 80...).

Elfo disse...

Meu caro Sam, penso que mesmo assim foi uma boa escolha. O Dr. Mário Soares foi o advogado que legalizou a Fé Bahá'í em Portugal. Já lá vão uns anitos. Acho que vale a pena apostar nele independentemente da idade. Tu, Sam, também lá há-des chegar aos oitenta e tal e com mais conhecimento que qualquer jovem da idade que tens agora.
Um abraço.

SAM disse...

Elfo, agradeço a presteza como respondeste ao meu comentário.

Mas, na minha perspectiva, eu nem tenho idade para presidir essa instituição, exactamente por ser demasiado novo. Da mesma forma que não defendo este extremo, não defendo o outro de ser demasiado velho.

Acho que, por mais competente que uma pessoa possa ser, deve dar lugar a outros. Não se pode estar centrado numa única pessoa para todos os cargos que ela desejar: primeiro-ministro, presidente da república, eurodeputado e agora isto...

Ele foi, no seu tempo, um dos maiores. Não debato isso.
Ainda mais, ele não foi somente "o advogado dos bahá'ís": ele foi o "advogado das liberdades". Mas Cristo também foi o redentor, no passado, e tu acreditas que outros vieram depois dele, mais aptos aos novos tempos, não é?

Embaixador disse...

A escolha é má. Sabe a Sócrates.