terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Ricardo Lumengo



Ricardo Lumengo nasceu em Lussenga, Angola, em Fevereiro de 1962. Em 1979, o seu activismo estudantil valeu-lhe a perseguição política por parte do regime angolano. Emigrou para a Suíça onde pediu asilo político. Posteriormente foi-lhe concedido estatuto de refugiado e autorização de residência permanente.

Licenciado em Direito e membro do Partido Socialista do cantão de Berna, Ricardo Lumengo obteve cidadania suíça em 1997. Em 2004 e 2006 foi eleito para o conselho do cantão de Berna e nas eleições federais do passado mês de Outubro tornou-se o primeiro africano a ser eleito para o parlamento suíço.

Quantos Ricardo Lumengo existem em Portugal?

-------------------------------------------
A LER:
Angolano foi eleito para o Parlamento suíço (DN)
Ricardo Lumengo, premier Noir élu à l’Assemblée suisse (Afrik.com)
There is tension in the air, says first black MP as Swiss take a turn to the right (The Times)

6 comentários:

ELCAlmeida disse...

Honestamente não quero - nem é meu feitio isso - me colocar em bicos de pés (até porque não fui o primeiro a dar notícia desta eleição que muito honra os imigrantes não-brancos, em geral e os angolanos, em particular, soube-o primeiro por via e-mail e confirmado num artigo cabo-verdiano) mas em tempo oportuno - Outubro passado - coloquei no blogue esta informação que foi citada (mas esquecida a fonte) um dia depois na RTP-África e só hoje na portuguesa SIC com a tomada de posse do deputado (antes tarde que nunca, ainda mais quando são vistos em Angola, pelo cabo, ou talvez por isso mesmo).
O Marco faz bem em relembrar este feito: ser o primeiro não-branco a ser eleito para o parlamento suiço onde já começa a singrar uma certa "hostilidade" aos imigrantes. Para si o meu bravo.
Para os órgãos informativos o meu lamento.
Cumprimentos
Eugénio Almeida

Marco disse...

Eugénio,
Eu só ontem é que vi esta notícia na TV. Tenho pena que não tenha merecido mais destaque.

Carlos Moreira disse...

Sem dúvida, é uma notícia que merece destaque. Vamos torcer para que sua atuação se torne uma grande conquista para a Suíça e que outros exemplos como este se repitam.

GH disse...

Alguns "não-brancos" que passaram pelo nosso parlamento:
- Narana Coissoró
- Fernando Ká
- Helder Amaral
Na politica encontramos ainda o António Costa (origem goesa) e o Roberto Carneiro.

Estes são só alguns que me lembrei assim de repente.

info disse...

Caro Senhor M.Oliveira
creio que este blog lhe pode interessar: http://nucleargmo.blogs.sapo.pt/

Com os cumprimentos
JS

SAM disse...

A todos os que demonstraram interesse pela campanha do Dia dos Direitos Humanos, no post de hoje do blog poderão encontrar mais detalhes sobre o tema.
Conto convosco!
Obrigado.